Pra maratonar: Dear White People

DICAS

Sem brincadeira, atualmente, tenho batido palmas pras séries originais do Netflix… No começo, não dava nada por elas, mas a cada lançamento, eles tem se superado, especialmente, em se tratando daquelas que abordam assuntos atuais, super polêmicos, daqueles que te fazer parar e refletir.

Começou com House of Cards (que, inclusive, tá voltando com sua 4ª temporada dia 30 de maio), Narcos, Sense 8, Black Mirror, até que 13 Reasons Why foi liberada e se tornou viral… Afinal, não é nada fácil fazer a gente perceber que assuntos como bullying, estupro e suicídio são muito mais próximos da nossa rotina do que a gente imagina, não é!?

Só que além de 13 Reasons Why, no final de abril, Dear White People também estreou e, apesar de ser uma série que tá ali pra tocar na nossa ferida também, não fez tanto barulho quanto a série inspirada no livro de Jay Asher. Claro que tem muita teoria pra explicar o porquê da ausência de (tantos) comentários sobre Dear White People, afinal, é uma série que fala sobre racismo, um dos assuntos mais atuais e mais próximos do nosso dia-a-dia, sem dúvidas!

Tirando a parte das polêmicas  — tem quem diga que é racismo reverso, supremacia negra, que é ofensiva e até teve história de boicote ao Netflix por causa da série —, acho que tudo aquilo que é capaz de tirar a gente da nossa zona de conforto, de avaliar uma postura e um pensamento, vale a pena ser considerado. A grande questão de Dear White People é que provoca, chama a gente pro debate e pra analisar se, realmente, o “mundo tá chato” ou se as pessoas só estão lutando pelo direito de serem vistas como iguais, que o são.

E, o que eu acho mais legal é que a série consegue abordar assuntos tão importantes, com uma pegada leve, que te prende, mesmo sem querer. É uma daquelas séries que dá pra gente maratonar em 2 dias (são só 10 episódios com 30 minutos, cada, no máximo), de tão gostosa que é de assistir, de tanto que te prende no universo da locutora Sam White — o ícone da luta contra opressão no campus —, que usa seu programa de rádio pra contar um pouco do que passa um universitário negro, em uma das mais tradicionais universidades dos EUA.

Acho sim, que mesmo que depois de assistir Dear White People, você vá correndo escrever textão no facebook, cancele sua conta no Netflix ou que não queira assistir a próxima temporada (que ainda não tá oficialmente confirmada, mas que eu tô aguardando ansiosamente), pelo menos, você deu uma chance, pode falar bem ou mal, com propriedade e sabendo do que tá falando, né!? Ah, e se bateu uma pontinha de curiosidade e já vai anotar na sua listinha como próxima série pra assistir, dá play no trailer:

Espero que vocês curtam a dica 😉

Alguém aí já assistiu ou ficou com vontade de assistir também? Me contem!!

ALGUMA OPINIÃO DO POST?

COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POSTS RELACIONADOS